O porquê da polémica (III)

Mais um lance que deveria deixar a arbitragem portuguesa envergonhada…

“Ver para crer! SÓ COM CHIP NA BOLA!” (1 min 1o s) , palavras sábias…

Anúncios

Inscrição do nosso projecto no Prémio monIT aceite!

A inscrição do nosso projecto no Prémio monIT foi aceite!

Esperamos  agora que nos sejam enviadas novas informações acerca das próximas fases do concurso.

Acompanhem a nossa participação neste concurso através de visitas regulares ao nosso Blog ou seguindo a nossa página no Facebook!

O porquê da polémica (II)

Aqui vos deixamos mais dois casos polémicos que seriam facilmente evitados se projectos como o nosso fossem aprovados e utilizados nos jogos de futebol.

Presidente da UEFA contra a tecnologia no futebol!

Platini contra a tecnologia e o «futebol de Playstation» Presidente da UEFA defende utilização de mais árbitros

Michel Platini, presidente da UEFA, voltou a manifestar-se contra a introdução de tecnologia na linha de golo. O antigo jogador prefere o recurso a um maior número de árbitros, considerando que o outro caminho levaria a um «futebol de Playstation».

«Um árbitro não chega, numa era moderna em que se utilizam 20 câmaras de televisão. Não é justo. As câmaras podem ver tudo, mas o árbitro só tem um par de olhos. De cada vez que ele erra, as câmaras salientam esse facto. Por isso é que acrescentámos dois árbitros na Liga dos Campeões. É o passo lógico», defende Platini.

O presidente do organismo que regula o futebol europeu foi mais longe. «No ténis, um manda mas há 12 pessoas que têm uma palavra a dizer numa área muito mais pequena. Para ser árbitro, é preciso ser masoquista», desabafou o dirigente.

25.10.2010, www.maisfutebol.iol.pt

O presidente da UEFA, Michel Platini,  defende que a melhor solução para as recentes polémicas ocorridas sobre a linha de golo é a adição de dois árbitros de linha, como, aliás, já acontece na Liga Europa. Um dos argumentos que utiliza para defender o seu ponto de vista é que no caso do ténis existem 12 auxiliares de linha além do árbitro principal.

Mas o presidente da UEFA esqueceu-se que nesse desporto já existe um sistema computarizado que permite confirmar, nas situações mais extremas, se a bola foi fora ou dentro do campo.

Inscrição do nosso projecto no Prémio monIT

O nosso projecto terminou agora a sua inscrição no Prémio monIT.(http://monit.lx.it.pt/premio/)

Daqui a cerca de uma semana, no dia 2 de Novembro de 2010, saberemos então se a nossa candidatura foi ou não admitida no concurso do prémio monIT.

Conheça algumas das propostas que estarão em cima da mesa

FIFA analisa tecnologia de golo: conheça as propostas – Assunto volta a ser debatido pelo International Board em Outubro

O International Board da FIFA já tem em agenda para o seu encontro de Outubro a questão da tecnologia de linha de baliza. A garantia foi dada por Joseph Blatter, que falou de algumas das propostas que estarão em cima da mesa.

«O sistema Cairos-Adidas disse que tinha algo mais simples e o grupo italiano apresentado pela Federação italiana disse que tinha um sistema que é absolutamente preciso», afirmou o presidente da FIFA esta quarta-feira, numa conferência em Singapura.

O sistema Cairos, vulgarmente conhecido como bola com chip, já foi apresentado ao International Board, que sugeriu algumas alterações, mas depois não voltou a abordar o tema. Mas há mais hipóteses, prossegue Blatter. Incluindo o «hawk-eye», que apura a posição exacta da bola e é já usado noutros desportos.

«Temos de novo o Hawk-Eye e depois há uma companhia suíça de relógios, a Longines, que diz que tem algo que vai superar tudo o resto. Por isso, neste encontro, todas estas pessoas podem apresentar as suas propostas», revela Blatter.

O tema voltou a estar em cima da mesa depois de alguns momentos polémicos no Mundial, nomeadamente o golo não validado a Frank Lampard no Inglaterra-Alemanha do Mundial, por o árbitro ter considerado que a bola não entrou.
11.10.2010, http://www.maisfutebol.iol.pt

13 projectos em cima da mesa

FIFA analisa 13 propostas para perceber se a bola entrou – Tecnologia da linha de golo de novo em cima da mesa

O International Board da FIFA vai analisar 13 propostas diferentes de tecnologia da linha de golo, para ajudar os árbitros a perceber se a bola entrou ou não. Esse é um dos temas em agenda na reunião do organismo responsável pelas leis do futebol, que está marcada para 20 de Outubro, em Gales.

A questão da tecnologia de baliza reacendeu-se depois do Mundial 2010 e sobretudo do golo não validado à Inglaterra na partida com a Alemanha. A FIFA já tinha anunciado que havia novas propostas tecnológicas, algumas das quais pode conhecer aqui.

O IB vai ainda avaliar a experiência dos cinco árbitros (dois de baliza), que está a decorrer em várias competições, e ainda avaliar a discussão sobre a chamada «tripla punição» num penalty (golo, expulsão e suspensão do jogador). A ideia por trás do debate é que é um castigo excessivo.

Além disso, a FIFA informa que será debatida a revisão das actuais Leis do Jogo, para encontrar formulações mais claras dos textos, que evitem más interpretações.

Este será o Encontro Anual de Trabalho do IB, que serve de preparação à Assembleia Geral Anual, a qual terá a sua 125ª edição a 4 e 16 de Março, em Cardiff.
11.10.2010, http://www.maisfutebol.iol.pt